comercia@dnageneticadobrasil.com.br departamentotecnico@dnageneticadobrasil.com.br Termo em branco(49) 3346-2976 Whatsapp (49) 98817-5661

A Pandemia do Covid -19, X O Ser Humano e o Ambiente do Século XX.

08 de Abril de 2020, 16:34

687b750e ed5d 462e af39 3892ebe5a379

Por mais que o Título deste escrito possa parecer uma sátira, em função desta grave doença que assola o mundo todo, onde milhões estão morrendo pela ação de um vírus na verdade não é piada. Devemos considerar como a mais pura realidade atual, além de nos preparamos para agentes causadores de pandemias em especial as causadas por vírus, com muito mais frequência nestes dias em meio aos seres humanos.

Vivemos em nosso planeta há vários séculos, usufruindo dele da maneira que bem entendemos, usando seus recursos sem observar sequer, os mínimos cuidados necessários de respeito a seus segredos. Desmatamos, baseados em leis humanas,  estas criadas com o único intuito do aumento do PIB de cada país,  poluímos as águas, transitando em nossos mares  com bilhões de toneladas de petróleo e derivados , extraídos do subterrâneo, para servir de energia e suprir nossos privilégios, insuflamos o ar com toneladas de gases e compostos químicos criados e outras  dezenas de agentes extraídos do próprio ambiente, que antes de nossa presença se mantinham distantes do  convívio das demais espécies, um  em cada lugar ou em seu legitimo lugar. Adentramos na fauna como senhores da sabedoria com tudo isso, mexemos com as espécies em seus habitats, desalojando tudo e todos em função da expansão urbana e territorial, como se isso fosse realmente a meta para a sobrevivência futura de nossa espécie. Em fim devemos compreender que tudo o que criamos, para nosso uso desenfreado do consumo, não vem do nada, vem da magia da natureza de nosso planeta.

Não somos suficientemente humildes para entender, que não estamos sozinhos na natureza e que somos apenas uma espécie nova neste lugar, que deveríamos nos comportar como alguém que chega pela primeira vez em sua casa, e que o primeiro ato depois de lhe cumprimentar e esperar para ser convidado a entrar, seria tirar os sapatos. Há espécie humana está longe de ser apenas mais uma espécie na terra, muito longe, somos dotados da capacidade intelectual e a usamos infelizmente, para nosso único e próprio benefício, sem entender que tudo o que está a volta na natureza faz parte do todo.

 Num repente como numa nuvem que se forma para nos trazer chuva, de uma maneira nunca antes vista, fomos tomados pela maior surpresa do século ou dos últimos séculos; uma pandemia causada por um agente silencioso, que adentra em nosso meio e devasta em questão de semanas tudo o que se refere a nosso bem viver. Destrói a economia, acaba com as diversões em sua totalidade, arrebenta com todas as condições de tecnologias jogando-as ao chão e humilha nosso conhecimento de uma vida inteira, porque nem se quer sabemos o que, quando e onde iniciar o fazer. Sua destruição é inevitável, onde sua maior ação destrutiva está em países com as maiores redes tecnológicas da terra, mata seus povos como moscas e suas armas e poderes no momento, nada podem fazer. Este agente silencioso, tem ainda o poder de tirar a vida dos seres humanos   mais velhos, e permitir a existência dos mais novos, não que isso seja por min considerado certo ou errado, mas quero lembrar que nos mostra o quanto mal causamos, pois, o conhecimento está em quem mais viveu. Mesmo que você pense no absurdo, de que alguém ou que uma nação criou isso, deverá suportar o peso em sua consciência de que quando usa indiscriminadamente a água de seu banho no final do dia, também faz parte desta catástrofe.

 O aquecimento do planeta pela queima de compostos químicos, está causando o desgelo de lugares nunca antes tocados e milhões de vírus e bactérias de espécies remotas, que a bilhões de anos estão lá quietos, serão expostos ao meio ambiente e causarão a destruição de   tudo e a todos os que a eles não oferecerem resistência.  Seria tema para outro escrito remontar aqui, quantas e tantas outras ações, estão nesse exato momento sendo feitas e desenvolvidas pelo homem contra o meio ambiente o qual vivemos, porém reafirmo que os resultados virão. Se nossa economia não pode parar por alguns dias diante a esta epidemia, com o isolamento social, como esperarmos que iremos algum dia parar com os avanços e intromissões na natureza? Desalojamos morcegos, misturamos com outras espécies e com isso quebramos o equilíbrio de um vírus, que antes quieto e acomodado, saiu de seu habitat e está sabiamente matando seres humanos. Já a muito tempo, praticamos o desalojamento de outros agentes nocivos, que acometem a morte de tantos outros animais de várias espécies as quais   por nós passam desapercebidos.

Diante disso, é fatídico a compreender, sem pavor, sem loucura e ansiedade, que devemos estar preparados para enfrentar muito mais que ainda e rapidamente virá com relação a epidemias e pandemias de agentes nocivos para os seres humanos, espécie esta em franca atuação destrutiva de sua própria existência, pois entre todas as que habitam a terra é a mais frágil, e com certeza a menos sábia.

 

Por:

Celso Barbiero Alves

Bacharel em Livestock and Genetics,

Mestrando em Zoologia / Antrozoologia

COMENTAR

0 Comentário(s)